fbpx

O que é concurso público?

por que existe concurso público

 O QUE É CONCURSO PÚBLICO? SAIBA AGORA.

Em síntese o concurso público é a forma de seleção de servidores para trabalhar em  órgãos públicos.

Conquiste a aprovação: Curso preparatório para concurso público com suporte personalizado!

Enquanto uma empresa privada pode escolher a forma de seleção que achar mais adequada, como análise de currículos, provas de conhecimento, entrevistas e até indicação, no serviço público, os concursos são o critério padrão.

Mas por que  existe concurso público ? e por que ele é obrigatório? basicamente por causa do que está na constituição federal.

Está na Constituição Federal: para tomar posse em um cargo público, é necessário ser aprovado previamente em concurso público de provas ou de provas e títulos, exceto as nomeações para cargos comissionados. Veja os incisos I e II do artigo 37 da Constituição de 1988:

Artigo 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência e, também, ao seguinte:

I –  os cargos, empregos e funções públicas são acessíveis aos brasileiros que preencham os requisitos estabelecidos em lei, assim como aos estrangeiros, na forma da lei;

II –  a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas as nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração;

III – o prazo de validade do concurso público será de até dois anos, prorrogável uma vez, por igual período;

Nesse sentido essa é uma breve explicação do por que existe concurso público.

Etapas do concurso

A primeira etapa do concurso público para o candidato é, geralmente, a prova escrita objetiva. No entanto, o processo seletivo começa muito antes, ainda na sua concepção.

A estrutura de concursos públicos é composta de fases de execução: levantamento de vagas, solicitação do concurso, autorização do certame, formação da comissão organizadora, definição da banca examinadora, lançamento do edital, inscrição no concurso, aplicação das provas, publicação do gabarito e, por fim, a homologação do concurso.

No serviço público, um cargo só pode ser provido caso esteja vago. Com isso, a primeira etapa da abertura de um novo concurso público é o levantamento de vagas no órgão, que podem ter origem em aposentadorias, falecimentos, exonerações ou no caso de um servidor ter sido nomeado em outra empresa pública.

A partir dessa pesquisa interna é possível saber também se há necessidade da criação de novos cargos, o que depende de lei.

Após levantar o quantitativo de vagas, é preciso enviar o pedido de autorização do certame ao órgão responsável, que verificará a disponibilidade orçamentária e poderá colocar ou não no planejamento financeiro do ano seguinte.

A autorização é a garantia de que o concurso vai acontecer. Caso seja autorizado, o órgão já sabe dos recursos disponíveis e pode iniciar a escolha da banca, com a formação da comissão organizadora, que analisará os nomes das empresas interessadas em organizar o processo seletivo.

Com a definição da banca, começam os trabalhos para a elaboração do edital. O lançamento do edital de abertura é uma das fases mais aguardadas pelos candidatos, já que será nessa etapa que o concurseiro saberá o número de vagas previstas por funções, escolaridades (nível fundamental, nível médio e nível superior) e atribuições dos cargos, remuneração, conteúdo programático e cronograma.

Esse é o momento de focar nos estudos, pois geralmente a prova acontece em até três meses após a publicação do edital no Diário Oficial da União, no caso de concursos da esfera federal, e diários oficiais dos estados e municípios.

Entenda como funciona o concurso público

Um concurso tem início por meio do lançamento do edital, uma espécie de documento que estabelece todas as regras para o processo seletivo, tanto para as inscrições quanto para a ocupação do cargo em si.

O edital também contém informações relativas ao processo de seleção e detalhes de todas as etapas como realização da prova, estrutura da avaliação e entrevistas presenciais, se houver. Não há uma periodicidade para a publicação de um edital e abertura de vagas para cargos públicos. Normalmente isso ocorre quando há demandas de funcionários para um determinado setor.

Portanto, a melhor forma de saber quando um novo edital for lançado é acompanhar os sites oficiais. Como as vagas são limitadas, os processos seletivos costumam ter uma disputa bem disputadas.

Do mesmo modo veja esse artigo que mostra como começar a se preparar para um concurso público.

Gostaria de ver em vídeo mais sobre esse assunto do  por que existe concurso público? assista o vídeo abaixo.

Conferência e correção das Provas

Com a facilidade do gabarito de respostas, a prova objetiva é corrigida de forma digital. Os cartões passam por um leitor óptico, trazendo o resultado de cada um e eliminando, automaticamente, aqueles que não obtiveram a nota necessária para a aprovação.

Já a prova dissertativa é diferente. Neste caso, um grupo de especialistas, nas áreas dos cargos, será responsável por corrigir os textos. A prova discursiva requer a avaliação de critérios subjetivos, como coerência e clareza em uma redação, muito embora seja ela avaliada por profissionais imparciais e desconhecidos dos candidatos.

Pontuação

Quanto é necessário acertar em uma prova para ser aprovado? Lembra daquelas avaliações na escola ou na faculdade, que valiam 10 pontos e era necessário obter nota acima de 6 para passar? Pois é… em concurso público a situação é bem diferente. Os pontos necessários para passar em uma seleção como essa depende de diversos fatores, como a nota de corte auferida pela ampla concorrência.

Nota de corte

A nota de corte de um concurso é a nota mínima que um candidato aprovado precisa para ser nomeado. E essa pontuação é determinada por diversos fatores, sendo basicamente a quantidade de vagas x quantidade de candidatos, sendo ela a nota do último colocado dentro do número de vagas.

Como é difícil saber a nota de corte antes do resultado final, os candidatos mais ansiosos podem verificar a nota mínima do concurso anterior. No entanto, vale reforçar que essa nota é diferente de seleção para seleção, já que, como foi mencionado anteriormente, ela é influenciada por diversos elementos que compõem o concurso.

O que é banca examinadora?

A banca examinadora do concurso é uma empresa privada responsável por organizar o concurso público, junto aos servidores do grupo de trabalho criado para a realização deste certame.

Nesse caso, cada ente público pode decidir quais atividades serão desempenhadas pela banca examinadora, mas é comum que essa empresa fique responsável por todas as fases do concurso público.

Assim, a banca do concurso pode realizar as seguintes atividades:

  • criação do edital
  • realização das inscrições em site próprio;
  • recebimento dos pagamentos e análise das isenções;
  • contratação dos locais de prova e dos fiscais
  • preparação desses locais de prova
  • aplicação das provas
  • correção das provas
  • análise de desempenho em provas práticas
  • análise de recursos e outras demandasPortanto, são muitas etapas que a banca examinadora realiza na organização do concurso público.

Inclusive, todas essas fases devem ser acompanhadas pelos servidores do ente público, seja um órgão, empresa pública, autarquia, etc.

11 principais bancas examinadoras de concursos

Em geral, as bancas dos concursos públicos são especializadas em determinados níveis e áreas do conhecimento. Ou seja, existem bancas que atuam apenas em concursos federais, outras apenas em Estados ou Municípios.

Além disso, as bancas também podem participar apenas de concursos da área jurídica, saúde, educação, entre outras. Isso é importante para termos provas realmente conectadas a cada área.

Mas, em relação ao nível de dificuldade, existem bancas com provas e correções específicas e mais difíceis. Porém, isso vai depender da forma com que você se preparou e da proximidade com cada área.

É por isso que é essencial conhecer as técnicas e outros detalhes de cada banca examinadora. Inclusive, essa é uma parte importante no momento em que você estiver estudando.

1. Cebraspe – Cespe/UnB

2. Fundação Carlos Chagas (FCC)

3. Cesgranrio

4. Fundação Getúlio Vargas (FGV)

5. Vunesp

6. Quadrix

7. Escola de Administração Fazendária (ESAF) (no momento não está realizando mais concursos públicos)

8. Instituto AOCP

9. Funrio

10. Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES)

11. Cetro

Essas bancas são as mais conhecidas de concurso público, a ordem que foi colocada as bancas foi só para organização, não por ordem de dificuldade ou ordem de importância. Notaram o por que existe concurso público? observaram a importância da realização de um concurso público para ter profissionais mais qualificados?

Tudo isso para atender melhor a nossa população brasileira! agora quando te perguntarem o por que existe concurso público você saberá responder, bons estudos e BOA PROVA

Por que existe concurso público?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Boa Prova Gostaria de receber notificações sobre concursos e aulas gratuitas?
Já sei tudo
SIM, COM CERTEZA